CadastroCadastro:

Com documento oficial de identidade com foto (RG, Carteira Profissional,Carteira de Habilitação) em mãos é preenchida uma ficha com seus dados pessoais e endereço atualizado.



Pré-triagemPré-triagem:

Verificação da pressão arterial, pulso, temperatura, peso e hematócrito, aonde coleta-se uma gota de sangue para verificar a quantidade de hemácias, atestando se a pessoa está anêmica ou não.



TriagemTriagem clínica:

A avaliação é completada pela entrevista individual, confidencial e sigilosa feita por um profissional da área da saúde de nível superior (médico ou enfermeiro).

O candidato deve estar consciente que não deve esconder doenças que já teve ou aspectos de seu comportamento sexual. A sinceridade neste momento é fundamental para avaliar se a doação pode trazer riscos para ele ou ao receptor.

É importante informar comportamento de risco para doenças transmissíveis pelo sangue e se está na chamada “janela imunológica”, (período em que o vírus da doença está no organismo mas ainda não pode ser detectado pelos testes).


DoaçãoDoação:

A coleta é feita por técnicos de enfermagem e todo o material é descartável. O sangue é coletado em uma bolsa plástica estéril que seguirá para o laboratório de processamento, enquanto uma pequena amostra deste sangue seguirá para exames laboratoriais obrigatórios. A liberação deste sangue se dará somente após os resultados dos exames.

A quantidade de sangue a ser coletado não ultrapassa 500ml, sendo que aproximadamente 450ml são para doação e 45ml para testes laboratoriais.



Durante a doação